Criar Saberes 2022 / 2023

Início a 17 outubro

O projeto “Criar Saberes” iniciou há mais de 20 anos e a sua evolução e reconhecimento resulta da integração de diferentes áreas científicas do ensino secundário e da sua constante adequação aos programas curriculares e à inovação das atividades a realizar.

Está direcionado para os alunos do 10º, 11º e 12º anos, em diferentes áreas científicas do ensino secundário e coloca ao dispor dos alunos uma série de atividades práticas nas áreas da Química, Biotecnologia, Ambiente, Genética, Medicina e Gestão.

O projeto conta com a colaboração da Faculdade de Engenharia e da Escola de Psicologia e Ciências da Vida da Universidade Lusófona Humanidades e Tecnologias e ainda com a colaboração da Escola Superior de Saúde Ribeiro Sanches, que organizam atividades de cariz laboratorial, em diferentes áreas do saber.

As sessões têm a duração de duas horas por cada grupo de 15 alunos, totalizando quatro horas para uma turma com um máximo de 30 alunos.

QUÍMICA NA SAÚDE E NO AMBIENTE

Professora Responsável – Professora Doutora Adília Charmier

Descrição: pretende-se com esta ação iniciar os jovens em atividades laboratoriais, de natureza científica. A síntese do BIODIESEL, a partir de óleos usados, permitirá equacionar algumas questões ambientais da bioenergia, as suas limitações e impacto no futuro.

  1. Produção de BIODIESEL.

PRODUÇÃO DE CERVEJA

Professora Responsável – Professora Doutora Adília Charmier

Descrição: A produção de cerveja iniciou-se por volta de 8000 A.C., difundindo-se, na Antiguidade, entre os povos da Suméria, Babilónia e Egito. A bebida foi também produzida por gregos e romanos durante o apogeu dessas civilizações. A cerveja foi desenvolvida paralelamente aos processos de fermentação de cereais e difundiu-se com as culturas de milho, centeio e cevada nas antigas sociedades. Com cooperação da Microbiologia Industrial, verificou-se que a partir do laboratório é também possível confecionar os vários tipos de cerveja que existem hoje em dia no mercado. Com esta atividade pretende-se que os alunos fabriquem no laboratório a sua própria cerveja, efetuando os processos de: Brassagem; Fermentação; Guarda e Filtração. No final também decorrerá a prova das amostras realizadas pelos alunos.

MICROBIOLOGIA DOS ALIMENTOS

Professora Responsável – Professora Doutora Elisabete Maurício

Descrição: Os micróbios fazem parte do dia a dia do homem. Estão presentes em toda a parte, estão no ar, no solo, na água, nos alimentos, uns visíveis e outros nem por isso. Pretende-se que os alunos experimentem algumas das técnicas básicas de um laboratório de microbiologia e as suas aplicações, levando os alunos a aprender como se isolam, como se cultivam e como se identificam vários tipos de microrganismos obtidos de várias amostras e a conhecer um pouco mais os microrganismos que nos rodeiam.

  1. Análise microbiológica de iogurte e kefir: Coloração gram e observação microscópica.

GENÉTICA/BIOLOGIA MOLECULAR

Professora Responsável – Professora Doutora Susana Santos

Descrição: Com esta atividade, pretende-se que os alunos se familiarizem com as técnicas básicas de cultura e manuseio de bactérias na área da genética, que efetuem o processo de transformação de bactérias com um ADN plasmídico e que observem o resultado da expressão de uma proteína recombinante fluorescente (GFP). Os alunos poderão ainda familiarizar-se com o processo de hidrólise de ADN, de eletroforese em gel de agarose e de identificação de padrões de restrição do ADN. Em suma, com a técnica de “DNA fingerprinting” e a sua utilização nas mais diversas áreas da biologia e biotecnologia.

  1. DNA fingerprinting – Onde está o criminoso?

DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO NO PINTO: A ORGANIZAÇÃO BÁSICA DOS VERTEBRADOS

Professor Responsável – Professor Doutor Stephane Besson

Numa sessão de duas horas, os alunos assistirão à abertura de ovos fertilizados de galinha em diferentes fases de desenvolvimento, observando o método de isolamento do embrião a partir da gema do ovo. As imagens destes embriões vivos, depois de dispostos em caixas de Petri para melhor visualização, serão projetadas num monitor de alta resolução, de forma a todos os presentes poderem distinguir os seguintes fenómenos:

  1. Diferenciação do coração;
  2. Início do batimento cardíaco;
  3. Sistema de circulação do sangue através das membranas circundantes;
  4. Início do desenvolvimento cerebral;
  5. Diferenciação e crescimento dos três compartimentos do encéfalo embrionário;
  6. Início e desenvolvimento da segmentação da mesoderme em sómitos.

Serão também demonstrados exemplos de análise de dados recolhidos nas experiências e de pensamento crítico e criativo em biologia.

DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO DO OURIÇO-DO-MAR: A FERTILIZAÇÃO E OS PRIMEIROS CICLOS CELULARES

Professor Responsável – Professor Doutor Stephane Besson

Numa sessão de duas horas, os alunos poderão observar e praticar eles próprios o método de recolha de ovos e espermatozoides no ouriço-do-mar e observar depois as suas colheitas ao microscópio, numa simples gota de água, com o material vivo. Seguidamente, irão ver diretamente ao microscópio o fenómeno da fertilização, em que se seguirão os seguintes passos:

  1. Reconhecimento de óvulos não fertilizados;
  2. Adição de uma gotícula de sémen à água do mar contendo esses ovos;
  3. Observação da chegada dos espermatozoides à área da gota onde se encontram os ovos;
  4. Reconhecimento da ligação do espermatozoide à membrana plasmática do ovo;
  5. Observação da formação da membrana de fertilização em torno do ovo fertilizado e estimativa do tempo decorrido entre o passo anterior e este.

Os alunos irão também observar diversos estádios de desenvolvimento embrionário resultantes de previamente ovos fertilizados que ilustraram os seguintes passos:

  1. Formação da mórula;
  2. Cavitação da mórula;
  3. Formação da blástula;
  4. Início da invaginação do arquêntero;
  5. Formação da gástrula
  6. Início do movimento independente da blástula;
  7. Finalização da formação do arquêntero;
  8. Formação da larva pluteus.

CLONAGEM DE GENES: INTRODUÇÃO A TÉCNICAS BÁSICAS DE BIOLOGIA MOLECULAR

Professor Responsável – Professor Doutor Stephane Besson

Descrição: Numa sessão de duas horas, os alunos irão cultivar, transformar culturas de bactérias de Escherichia coli com o plasmídeo pGlo® e analisar transformações anteriores realizadas nos diferentes meios de cultura utilizados. Com estas demonstrações pretendemos que os alunos estejam expostos a importantes conceitos de biologia molecular tais como:

  • Organização genética de procariotas;
  • Crescimento e seleção de estirpes bacterianas;
  • Replicação, transcrição e tradução;
  • Regulação da transcrição;
  • Estirpes hospedeiras e marcas de seleção;
  • Vetores de clonagem;
  • Bases de dados genómicas;
  • Polymerase Chain Reaction, PCR;
  • Enzimas de Restrição;
  • Transformação de E. coli HB101 com o plasmídeo pGlo®.

Pretende-se que estes conceitos sejam úteis para a compreensão do procedimento experimental e para a respetiva análise dos resultados, servindo para o desenvolvimento de pensamento crítico e criativo em biologia.

PSICOLOGIA

Professor Responsável – Professor Doutor Pedro Gamito

Descrição: Os laboratórios da Escola de Psicologia e Ciências da Vida da ULHT têm produzido vários estudos na área da Realidade Virtual, com o enfoque no desenvolvimento de cenários virtuais para o tratamento de perturbações ansiosas (fobias) e para a reabilitação cognitiva de doentes com deterioração cognitiva resultantes do consumo abusivo de substâncias, de traumatismo crânio-encefálico e de AVC. A avaliação dos resultados da intervenção contempla, muitas vezes, a utilização de medidas psicofisiológicas (batimento cardíaco, por exemplo) e de rastreio cognitivo (eye tracker) Durante a visita, os alunos poderão imergir em alguns dos mundos virtuais, e contactar com algumas opções criadas para intervenção e avaliação clínica."

O MEU PRIMEIRO SITE

Professor Responsável – Professor Doutor Pedro Alves

Nesta atividade os alunos começam por perceber o que faz um informático e a importância do seu trabalho em diversas áreas da sociedade. A parte restante da aula será focada numa dessas áreas: a programação Web. Os alunos vão aprender a linguagem com que são construídos os sites e "meter as mãos na massa", desenhando e desenvolvendo a sua primeira página Web, que ficará disponível após a aula, para mostraram aos amigos e família.

Duração da sessão: 3 horas


Notas:

  • A atividade Psicologia só é realizada às Quartas-feiras;
  • A atividade Desenvolvimento Embrionário do Ouriço-do-mar só é realizada no mês de maio;
  • A atividade O Meu Primeiro Site só é realizada às Terças e Quintas-feiras e tem a duração de 3 horas.

Calendário

  • outubro a fevereiro
    Segundas, Quartas e Sextas-feiras
  • março a maio
    Segundas, Quintas e Sextas-feiras

Horário

2 sessões diárias
  • 1ª Sessão

    14h30 às 16h30

  • 2º Sessão

    16h30 às 18h30

Madalena Braz

Gestora de Projeto
Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Telefone: 217 515 500 |
Email: rp@crm.ulusofona.pt

Campo Grande, 376,
1749 – 024 Lisboa

Copyright © 2018 COFAC. Todos os direitos reservados. | Gestão de conteúdos por Produção Multimédia